depoimentos

Todos nós professores particulares sabemos da grande importância que a indicação boca-a-boca exerce na captação de novos alunos para as nossas aulas.

Inclusive sempre que eu posto na página DeProfPraProf no Facebook falando sobre conseguir novos alunos, aproximadamente metade dos comentários costumam ser de professores que dizem conseguir a maioria (ou até a totalidade) dos seus alunos particulares através de indicações por boca-a-boca.

Mesmo cientes dessa importância e que o boca-a-boca online tem sua veracidade atestada por depoimentos, um detalhe interessante é que os professores não costumam pedir essas avaliações/depoimentos para os alunos sobre a satisfação deles com as aulas.

É muito comum que os professores particulares deixem os alunos à vontade para, caso queiram e se lembrem, montar um depoimento agradável e positivo que será importantíssimo para atrair novos alunos e manter o ciclo girando.

Falando por mim mesmo, enquanto cliente, tenho tido, já há alguns anos, uma postura de me forçar a elogiar bons atendentes em qualquer tipo de comércio que eu tenha contato, seja presencial ou virtual.

Recentemente elogiei a moça que fica no caixa de uma livraria Saraiva no shopping, a moça de uma copiadora de um bairro próximo ao meu, todos os atendentes online da Hostgator e os da Printi também.

Esses foram exemplos em que me lembrei de elogiá-los porque, honestamente, não me lembro sempre. Sim, sou meio “avoado” às vezes e sempre me lembro de agradecer, mas nem sempre de elogiar.

Esse pequeno elogio de um cliente ao atendente serve como termômetro de satisfação para a empresa e serve também para que outros clientes, ao verem essa atitude, se sintam mais confiantes e seguros para comprar daquela marca/empresa.

E, assim como às vezes eu me esqueço de elogiar, os seus alunos também se esquecerão e talvez nem se darão conta do quanto isso é importante para você!

Depoimentos/avaliações são encaradas como prova social pelos seus potenciais alunos, ou seja, são importantes para que eles vejam que outras pessoas com problemas/necessidades similares às deles foram atendidas por você e conseguiram satisfatoriamente a solução que buscavam.

Quase todas as minhas compras hoje em dia são feitas online e sem sombra de dúvidas faço questão de observar como está a avaliação da loja e do vendedor, além de verificar se há depoimentos de clientes que passaram por ali.

Qualquer e-commerce que se preze conta com uma ferramenta de avaliação com sistema de estrelas e depoimentos, assim como o da imagem abaixo, retirada de uma página de vendas do site Mercado Livre.

Caso você não tenha hábito de comprar no Mercado Livre (ou similares) ou nunca tenha se atentado para esse detalhe, após finalizar a compra e receber o produto, todos os compradores têm um prazo e são solicitados por e-mail e por notificações no celular para entrarem no site/aplicativo e deixarem uma avaliação sobre o produto e o vendedor em questão.

Assim, os vendedores têm suas notas e depoimentos visíveis a novos compradores e se tornam cada vez mais (ou menos, dependendo da qualidade do serviço e produto) confiáveis, o que se converte em número de vendas.

Professores particulares não são e-commerce e nem vendem produtos. Então como conseguir depoimentos e deixá-los à vista?

Independente de aulas presenciais ou virtuais, eu sempre aconselho que o professor particular tenha uma presença virtual, seja onde for:

Facebook, Instagram, YouTube, LinkedIn, site/blog, etc.

Nessas mídias sociais os clientes podem acessar e deixar comentários em modo público ou até mesmo, em algumas delas, deixar avaliações/depoimentos com nota e tudo.

{Para informação, uma avaliação feita em uma fanpage do Facebook, pelo menos até a publicação deste texto, só pode ser apagada exclusivamente por quem a escreveu.

Ponto positivo: o dono da fanpage não pode excluir avaliações negativas, sendo obrigado a lidar com elas, o que é ótimo, já que outros clientes verão que o dono da empresa está sendo solícito a resolver o problema do cliente que ficou insatisfeito.

Ponto negativo: o Facebook libera avaliações para qualquer pessoa, sendo assim pessoas poderiam, apenas por má fé e sacanagem, avaliarem negativamente a sua fanpage e você não pode excluir. Há uma possibilidade de abrir um chamado na central do Facebook para exclusão de uma avaliação, mas o processo é longo e incerto.}

Assim, quanto mais avaliações/depoimentos positivos você tiver sobre as suas aulas, mais atrativo será para que outros potenciais alunos resolvam te contratar.

Segundo um levantamento realizado pela Vendasta:

– 94% dos consumidores usariam os produtos/serviços de uma empresa com avaliação mínima de 4 estrelas;

– Em média, um consumidor analisa até 10 avaliações antes de fazer uma compra;

– 40% dos consumidores formam uma opinião sobre um negócio após ler de 1 a 3 avaliações;

– 73% dos consumidores formam uma opinião após lerem até 6 avaliações e 83% após lerem até 10 avaliações;

– Quase 50% dos jovens entre 18 e 24 anos dizem acreditar mais em avaliações do que nos conselhos de parentes e amigos.

Se você tiver um site/blog, mais fácil ainda!

Nele você pode criar uma página (ou apenas uma seção mais visível) com as recomendações de seus atuais e ex-alunos sobre suas aulas.

Como o site é seu, você pode inclusive moderar os depoimentos e decidir quais são os melhores e mais atrativos para deixar em exibição.

Formatos de avaliações

Os depoimentos podem vir em vários formatos, os mais comuns sendo avaliação em texto corrido, vídeo e imagem (printscreen) de chat.

O modelo mais comum, com certeza, é o formato em texto corrido, assim como o do print abaixo escrito pelo grande prof Fernando Guarany:

depoimento-guarany

Esse formato é o mais tradicional, sendo usado também por lojas de e-commerce e os clientes em geral já estão bem acostumados com ele.

Um novo modelo que vem se popularizando bastante é o formato de depoimento em vídeo, como o exemplo abaixo gravado pelo prof Lee Soarez, um dos alunos do curso de Marketing e Vendas da DeProfPraProf:

Os vídeos se popularizaram como formato de depoimentos porque há uma necessidade real de que os clientes se disponibilizem para gravá-los, diferente dos textos que poderiam ser facilmente manipulados.

Por último temos informalmente o modelo de imagens de chat, aquele printscreen de tela mesmo, onde algum cliente fez um depoimento legal direto pela janelinha do chat e você achou tão espontâneo que pede para compartilhá-lo.

No exemplo abaixo veja um exemplo de depoimento por imagem de chat capturada do meu WhatsApp, em uma conversa com o prof Roque Ventura, que foi aluno dos cursos Coaching de Idiomas e Marketing e Vendas da DeProfPraProf:

Por chat muitos clientes tendem a conversar e a te contar seus sucessos obtidos a partir das suas aulas de uma forma mais informal e verdadeira. Se você achar que o print da tela dará um belo depoimento, peça autorização para postar em suas mídias e, se possível, marque o perfil da pessoa no post agradecendo-a, assim você confere mais veracidade à postagem.

Avaliações negativas

No caso de receber avaliações negativas, em primeiro lugar, utilize a técnica dos “3 pires”: inspire, respire, não pire! 😉

Lembre-se que clientes insatisfeitos sempre aparecerão, independente da área, produto/serviço ou afinco pelo qual você preza com cada ação que toma.

Sempre trabalhe evitando avaliações negativas, mas esteja psicologicamente preparado para quando elas aparecem, porque, acredite, mais cedo ou mais tarde elas aparecerão!

Entenda algo muito importante: uma avaliação negativa não é necessariamente algo ruim, podendo ser transformada em um ponto muito atrativo (às vezes até mais atrativo do que uma avaliação nativamente positiva!) dependendo de como você lida com ela.

Particularmente, quando eu compro qualquer coisa online, sempre procuro ler as avaliações negativas e avalio se elas são realmente honestas (não parece que foram postadas por sacanagem pela concorrência) e como o dono do negócio respondeu e resolveu a insatisfação do cliente. Assim, tenho uma prévia de como serei tratado caso eu tenha algum problema também.

Para aprender como lidar com clientes insatisfeitos, assista esse vídeo gravado de uma transmissão ao vivo (live) que fiz no Facebook semana passada, ótimas dicas foram discutidas por lá!

Já deixou seu depoimento?

Para finalizar este texto falando sobre avaliações/depoimentos, como não poderia deixar de ser, aproveito para pedir o seu, lá na minha fanpage do Facebook!

Já há vários depoimentos por lá e se você já deixou o seu recado para outros clientes na seção de avaliação eu certamente já te agradeci e aproveito para agradecer novamente! *.*

Agora, se você ainda não passou por lá, acesse https://www.facebook.com/pg/deprofpraprof/reviews/ e deixe sua marquinha!

E você? Tem tido problemas com depoimentos, seja em consegui-los ou em moderá-los? Deixe um comentário abaixo ou se sentir-se mais à vontade me envie uma mensagem em privado pra conversarmos! 😉

Vinicius Diamantino

Vinicius Diamantino

Opa, tudo joia? Meu nome é Vinicius Diamantino, eu sou o fundador do Portal DeProfPraProf, Professor de Inglês há mais de 11 anos e Master Coach com foco educacional. Além de Professor de vários cursos aqui do Protal também escrevo artigos para o Blog interno e para alguns dos maiores blogs de Ensino de Língua Inglesa do Brasil: o Blog Disal e o Blog RichmondShare.

DEPROFPRAPROF-LOGO-COLORIDO-HORIZONTAL

© 2018 DeProfPraProf. Todos os Direitos Reservados.