tesouro-direto

Durante o Curso de Finanças oferecido na DeProfPraProf você verá um passo-a-passo em tempo real, onde compartilho a minha tela e ao mesmo tempo que explico detalhes também faço a compra de títulos de Tesouro Direto. Veja o curso clicando AQUI.

Mas, caso você não tenha comprado o curso ainda (corre lá que ainda dá tempo!), vou fazer uma breve explicação neste artigo e acompanhar pela página do Facebook da DeProfPraProf como os aportes são simples e vão engordando a sua conta.

Explicando de forma bem simplificada pra não confundir, uma opção de renda fixa bem comum e confiável no Brasil é o Tesouro Direto. Por mais que existam vários nomes e números ao abrir a plataforma, é muito simples de usar.

Você escolhe qual ativo quer, o valor que deseja aplicar e o prazo para resgatar o dinheiro já fica visível logo na primeira tela em “vencimento”.

Podemos resgatar antes do prazo final, mas existe uma tabela de imposto de renda que vai de 22,5% sobre o lucro assim que começamos a aplicação e que diminui até 15% depois de 2 anos. Pode parecer muito, mas sempre o TD rende mais que qualquer poupança, por isso vale muito a pena fazer nossas reservas nele ou um tipo de renda fixa ao invés de deixar apenas na poupança.

Nas telas a seguir mostro passo-a-passo como é simples.

td1

Existem 3 categorias como opções de Tesouro Direto:

IPCA

Pré-fixado

Selic

O IPCA segue o ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO – IPCA.

Esse índice é oficial do IBGE e avalia a situação da inflação no Brasil. Quem opta por aplicar dinheiro no Tesouro IPCA espera que a inflação suba. Sim, SUBA. Quanto mais ela sobe, mais você faz seu dinheiro render. A ideia é que esse título protege o investidor contra a perda de poder de compra que a inflação gera.

O pré-fixado determina uma taxa de rendimento fixa quando você aplica. Nesse caso, serve para quando você avalia que a inflação tende a cair e você quer manter o mesmo rendimento que tinha quando ela estava alta.

Já o Selic segue a taxa Selic. Essa taxa determina como os juros devem ser cobrados por agentes financeiros. Tanto essa informação como o IPCA são de fácil acesso. Como pode ser visto na imagem, elas aparecem logo na primeira tela, antes de decidirmos em qual título iremos aplicar.

td-2

Escolhido o título, neste caso escolhi Selic, temos que definir quanto dinheiro iremos aplicar.

Apliquei exatamente R$96,22. Para saber quanto podemos aplicar basta ver o campo “Pç de um título”.

Podemos aplicar 0,01 de um título. Ou seja, o valor do título dividido por 100. Nesse caso, um título Selic 2023 vale 9621,94. Como eu quis aplicar a cota mínima, ficou 96,22.

td3

Tela de confirmação. Se tudo estiver ok, só confirmar e consequentemente receber a tela de sucesso abaixo.

td4

Neste primeiro mês, ficamos então com a tabela abaixo identificando as compras. Acompanhe durante os próximos meses pra ver o desenvolvimento destes investimentos!

td-mes-1

Os meses estão passando e nossos investimentos estão crescendo! Acompanhe a tabela abaixo para ver o desenvolvimento:

planilha-td-carlos
Carlos Nascimento

Carlos Nascimento

Formado em Letras e mestrado em Linguística pela UNESP e atua como professor de inglês há mais de 10 anos. Com a experiência de administrar uma escola e por ter uma formação também em Administração, hoje estuda com muito mais afinco questões econômicas e financeiras que envolvem o mundo do professor particular.

DEPROFPRAPROF-LOGO-COLORIDO-HORIZONTAL

© 2018 DeProfPraProf. Todos os Direitos Reservados.