checklist

Professores mais experientes que participam de grupos abertos de discussões se deparam frequentemente com uma pergunta similar a essa:

“Alguém pode me indicar um material de inglês para trabalhar com alunos iniciantes?”

Todos nós professores de idiomas já fizemos essa pergunta em algum(ns) momento(s) de nossas carreiras, sejamos nós experientes ou iniciantes na arte de lecionar.

E está tudo certo!

Superficialmente falando não há problema em pedir indicações sobre a escolha de material didático para um determinado tipo de aula, uma vez que não conhecemos de cabeça todos os materiais disponíveis para venda e orientações são sempre bem vindas.

Veja bem: eu mesmo já trabalhei com vários materiais diferentes, de várias editoras diferentes, que seguem várias abordagens e metodologias diferentes, com foco em várias habilidades diferentes, direcionado para vários modelos de aulas diferentes com quantidades e objetivos de alunos diferentes.

Não raramente forneço indicações de muitos materiais e quando peço, normalmente também recebo indicações pertinentes.

Entretanto, um dos objetivos da DeProfPraProf é, entre outros, gerar a autonomia do professor de idiomas e por isso vou sugerir a melhor escolha de material didático de todos os tempos:

O SEU JULGAMENTO.


Antes de mais nada, se você for professor particular de idiomas e ainda não tiver se legalizado como MEI (MicroEmpreendedor Individual), clique aqui para ler este texto e ver como você está jogando fora dinheiro e segurança.


escolha de material didático - estante

 

INDICAÇÕES E CONSELHOS

Entenda:

Alguma vez na sua vida você deu um conselho para alguém e essa pessoa não seguiu o que você sugeriu?

Tenho certeza que sim.

Alguma vez na sua vida alguém te deu um conselho e você não seguiu a sugestão recebida?

Também tenho certeza que sim.

Logo, por que as pessoas pedem conselhos se, na maioria das vezes, não vão segui-los?

Eu respondo: isso acontece porque a prática do aconselhamento é baseada nas experiências pessoais de um indivíduo, que são únicas.

Não é porque deu certo para mim que também dará certo para você.

Há uma infinidade de variáveis que podem alterar todo o rumo da situação e da consequente escolha.

escolha de material didático - conselhos

Quando você me pede uma sugestão para a escolha de material didático para trabalhar com iniciantes, imagine quantas variáveis existem:

1. Quantidade de alunos na aula?

2. Idade dos alunos?

3. Nível Iniciantes = real begginers (nível zero) ou false beginners (começarão do início mas já tiveram algum contato prévio)?

4. Valor máximo disponível para adquirir o material?

5. Aulas presenciais ou virtuais?

6. Objetivo do(s) aluno(s)? (Entrevista de emprego, viagem a turismo ou prova de proficiência)

E essas foram apenas as variáveis que eu me lembrei em um rápido brainstorming enquanto escrevia este texto, certamente há várias outras.


Por favor, me ajude a completar esta lista colocando outras variáveis que você conheça nos comentários abaixo do texto!


Se apenas uma das variáveis acima se alterar, o material indicado pode não se adequar às necessidades da aula em questão para professores e alunos diferentes

como é complexo pedir um conselho para a escolha de material didático?

Mas não se assuste, vou agora te dizer o que você pode fazer para agilizar esse processo de escolha de material ao mesmo tempo que expande e atualiza os seus conhecimentos sobre metodologias e materiais ofertados no mercado.

 

ESCOLHA DE MATERIAL DIDÁTICO

A melhor forma de fazer a escolha de material didático para você trabalhar com o seu aluno é avaliando-o você mesmo.

Pensando assim, siga as instruções abaixo e comprove como você se sentirá mais capaz, bem informado e no controle da situação quando for escolher e conversar sobre material didático com seus alunos:

1. Separe aproximadamente 3 horas de um dia útil qualquer e vá a uma livraria física (não servem lojas virtuais) especializada em livros pedagógicos internacionais (exemplos: SBS ou Disal) mais próxima de você munido de canetas (pelo menos 2 cores) e da Ficha de Avaliação de Materiais Didáticos disponível para download gratuitamente clicando AQUI;escolha de material didático - lojas físicas

2. Explique ao atendente que você é um(a) professor(a) de idiomas e está lá para avaliar diferentes materiais didáticos e escolher qual será usado com seus alunos particulares e peça para que ele te mostre onde fica a prateleira com esse material e onde há uma mesa com cadeira para que você se sente e faça anotações;

3. Monte pequenas pilhas de livros, respeitando os tipos de cursos e objetivos com os quais você normalmente trabalha, como por exemplo 1 pilha para nível iniciante para adultos, 1 pilha para nível intermediário para adultos e 1 pilha para inglês para viagem e 1 pilha para FCE. Por questão de educação e organização da sua mesa e da livraria como um todo, pegue uma única pilha de cada vez;

4. Folheie livro por livro e faça anotações de tudo que achar importante sobre cada material, contendo: nome do livro, editora, ano de lançamento, quantidade de unidades e páginas, nome da abordagem (ou descreva modelos de atividades, caso você ainda não consiga diferenciar as abordagens de cabeça), design, número de colunas por página e espaço livre para anotações dos alunos, tipo de ilustrações (fotos reais ou desenhos), material multimídia, materiais extras, quantidade de livros disponíveis para aquele título (student’s book, workbook, teacher’s book, tests book, CD separado, DVD separado) e se há materiais online e como acessá-los. Baixe gratuitamente a Ficha de Avaliação de Materiais Didáticos que eu preparei para você clicando AQUI;

5. Após fazer todas as anotações de 1 das pilhas, dê uma nota de 1 a 10 levando em conta a usabilidade de cada livro nas suas aulas e no seu estilo de lecionar. Essa nota é totalmente baseada no seu gosto, suas experiências e suas percepções acerca do material e de forma nenhuma deve ser considerada por outro professor como critério de escolha de material;

6. Finalizada a pilha, chame novamente o atendente, ajude-o a guardar a pilha na prateleira e peça a pilha seguinte determinada no passo 3 para refazer os passos 4 e 5 acima;

7. Ao concluir todas as anotações de todas as pilhas de materiais e houver guardado tudo com a ajuda do atendente, pergunte-o sobre os valores (peça um orçamento por e-mail, se possível), formas de pagamento e possibilidade de entrega referente a todos os materiais anotados;

8. Informe-se sobre a possibilidade de se cadastrar na loja e nas editoras e sobre como conseguir material de professor gratuito ou com descontos. Não utilize material fotocopiado!

9. Agradeça o atendente pelo atendimento gratuito, já que você ocupou espaço e tempo de atendimento por horas e não comprou nada. Anote o nome dele, pegue o número de contato da loja e um cartão de visitas, caso haja, e explique que orientará para que os alunos procurem-no para comprar os livros que você indicar.

Após tudo isso, engano seu se acha que o atendente ficará irritado com você.

São esses tipos de professores, os investigativos e criteriosos na hora da escolha de material didático, que costumam enviar alunos para comprar os livros das lojas.

Os atendentes sabem disso e normalmente te tratarão muito bem.


Aproveito esse momento do texto para fazer um parênteses e agradecer mais uma vez pelo sempre excelente atendimento que tenho na loja SBS de Uberlândia/MG pela monitora de loja Elisângela, que sempre carrega um sorriso no rosto, mostra muita presteza e interesse em auxiliar os professores e atendeu muitíssimo bem a toda a minha equipe e participantes quando ministrei uma palestra para professores de idiomas por lá.
Muito Obrigado!!!


COMPRA E REPASSE DE MATERIAL

Lembre-se de que você é um(a) professor(a) de idiomas e não representante comercial das editoras.

Conheço vários professores que ao migrarem para as aulas autônomas quiseram “facilitar” ou “agilizar” o curso do aluno recebendo o valor do material e fazendo a compra do livro por ele.

Ao fazer isso, o aluno desistiu das aulas ainda na primeira ou segunda aula e o professor, desamparado, teve de arcar com o prejuízo do livro até que encontrasse outro aluno que estivesse nas mesmas condições de ensino para poder repassar o livro comprado.
escolha de material didático - repasse de livros

Por isso destaco que a responsabilidade financeira de comprar e repassar material didático das livrarias para os seus alunos não te compete e não compensa – salvo se tal “facilidade” fizer parte de uma cuidadosa estratégia comercial.

Concentre-se no que você faz de melhor e direcione seus alunos para que comprem do mesmo atendente que foi tão prestativo a você.

CONCLUSÃO

Como eu disse anteriormente no texto, conselhos e sugestões são entregues observando a experiência pessoal de uma pessoa e não necessariamente funcionarão para a todas as outras pessoas.

Assim, essa forma de escolha de material é o meu conselho a você que pode escolher por fazê-lo ou não.

Se você tiver algum outro critério ou forma de selecionar livros didáticos, compartilhe com os professores que estão lendo e deixe uma descrição nos comentários logo abaixo do texto, assim você auxiliará a todos com a sua experiência e ficaremos muito gratos!

Finalizo com uma observação:

Uma das maiores vantagens do professor particular de idiomas (sobre as escolas regulares e institutos de idiomas) é que ele pode escolher um material específico para cada aluno.

O professor particular tem a autonomia de se adequar à maneira com a qual o aluno aprende mais facilmente ao passo que os institutos de idiomas precisam ter uma única metodologia, na maioria das vezes bem engessada, na qual os alunos é que têm que se adaptar.

Aviso de ouro: A observação acima deveria fazer parte do seu pitch de vendas de aulas particulares.


Aproveite, clique aqui e aprenda como a relevância nas divulgações te leva a ter mais alunos particulares de idiomas.


Vinicius Diamantino

Vinicius Diamantino

Opa, tudo joia? Meu nome é Vinicius Diamantino, eu sou o fundador do Portal DeProfPraProf, Professor de Inglês há mais de 11 anos e Master Coach com foco educacional. Além de Professor de vários cursos aqui do Protal também escrevo artigos para o Blog interno e para alguns dos maiores blogs de Ensino de Língua Inglesa do Brasil: o Blog Disal e o Blog RichmondShare.

DEPROFPRAPROF-LOGO-COLORIDO-HORIZONTAL

© 2018 DeProfPraProf. Todos os Direitos Reservados.